30 de março de 2012

Obrigatório vencer

O FC Porto tem obrigatoriamente de vencer este jogo frente ao Olhanense para continuar a depender apenas de si para revalidar o título de campeão de Portugal. Imediatamente após o final do FC Porto-Olhanense, começa no Estádio da Luz o Benfica-Sp.Braga. Este facto dá ainda mais importância à vitória neste jogo, pois já é certo que pelo menos um dos adversários directos perderá pontos.

Partindo do princípio que o FC Porto vence o seu jogo, os seguintes cenários são possíveis:
  • Sp.Braga e Benfica empatam: o FC Porto assume o primeiro com um ponto de vantagem sobre o Sp.Braga e três sobre o Benfica. Com esta combinação de resultados o empate em Braga na próxima jornada é suficiente para o FC Porto manter a primeira posição, mesmo que o Benfica vença o Sporting em Alvalade.
  • Sp.Braga vence o Benfica: o Sp.Braga mantém-se como líder da classificação com um ponto de vantagem sobre o FC Porto e cinco sobre o Benfica. Com esta combinação de resultados o FC Porto terá de vencer em Braga para voltar a liderar a classificação.
  • Benfica vence o Sp.Braga: o FC Porto passa a liderar o campeonato com um ponto de vantagem sobre o Benfica e dois sobre o Sp.Braga. Se isto acontecer, o FC Porto terá de vencer em Braga para continuar líder independentemente do resultado do Sporting-Benfica.
Olhando a estes cenários, parece-me evidente que o melhor resultado para o Benfica-Sp.Braga será mesmo o empate.

São muitas contas. Contas essas que eram completamente desnecessárias se a nossa equipa tivesse comprido o seu dever frente à Académica e ao Paços de Ferreira, para falar apenas nos deslizes mais recentes. Agora não temos outra solução a não ser vencer os nossos jogos todos, caso contrário o título poderá torna-se numa miragem.

26 de março de 2012

Mantenha a calma e apoie

À imagem do jogo contra o Nacional na choupana, o FC Porto voltou a entrar bem no jogo e criou várias oportunidades para marcar. O perigo andou sempre por perto da baliza do Paços de Ferreira, mas o intervalo acabou por chegar ainda com o resultado em 0-0.

A segunda parte começou com o FC Porto a tentar impor um ritmo mais forte e não foi preciso muito tempo para chegar ao 1-0. Depois do golo o Paços começou a subir no terreno e a dar espaço aos nossos contra-ataques. Durante esse período podíamos e devíamos ter matado o jogo. O que não faltou foram oportunidades para fazer o 2-0, que acabou por não chegar.

O que chegou foi o 1-1 através dum lance capaz de levar qualquer pessoa à loucura. É inadmissível como um jogador de 1,71m marca um golo de cabeça naquela zona. Os jogadores têm de perceber que quando se faz marcação à zona esta não pode ser feita só com os olhos. O número de golos sofridos de "bola parada" esta época não para de aumentar. Alguma coisa tem de ser feita urgentemente.

O facto de Fernando ter entrado ao intervalo para o lugar de Defour fez com que a equipa ficasse sem nenhum médio no banco, médio esse que teria sido bastante útil para substituir o já exausto Lucho. A boa noticia é que já temos o Fernando a 100% e no próximo jogo deverá regressar o tridente Fernando-Moutinho-Lucho enquanto Defour deve regressar ao banco. Com Defour no banco ganhámos uma alternativa válida para todo o meio-campo, principalmente para Lucho que, na minha opinião, torna-se um jogador a menos quando a equipa tem de defender o resultado.

«Hoje precisamos da vossa força para sermos campeões». Era esta a frase que estava escrita na cartolina que o Hulk, em nome de todo o grupo de trabalho, entregou aos adeptos do FC Porto antes do jogo na Mata Real. Os adeptos presentes responderam positivamente ao apelo e espero que continuem a apoiar até ao último minuto da última jornada.

Escrevo este post cerca de uma hora antes do jogo Sp.Braga - Académica e mesmo que a equipa do Minho o vença e assuma a liderança da liga nada está perdido. Para nós faltam seis jogos e com seis vitórias somos campeões de certeza. É disso que temos de nos lembrar. Por isso esqueça todos os motivos que tem para estar chateado com a equipa e sábado apareça no Dragão. O Olhanense é um adversário difícil e o nosso apoio é fundamental. Não falte!