25 de janeiro de 2014

Critica construtiva

Se é para jogar ao pontapé para a frente; se é para jogar à espera que um lance de sorte resolva os jogos; se é para apoiar um treinador que não tem a mínima noção de onde está e do que acontece à sua volta; se é para ganhar os jogos apenas e só pela raça e vontade dos jogadores, então não vale a pena ter orçamentos de cerca de 100 milhões de euros por época.

A SAD que continue a vender os jogadores com salários mais altos, à imagem do que se fez hoje com o Lucho, e progressivamente reduza os orçamentos e o passivo, época após época. Para jogar como uma equipa pequena não é preciso ter jogadores de equipa grande.