3 de outubro de 2014

O invejoso da Segunda Circular


O Bruno de Carvalho é facilmente uma das pessoas mais idiotas que existe actualmente no futebol português. Acha ele que jogadores como o Falcao ou o Mangala, apesar de terem sido transferidos por verbas enormes, apenas renderam aos clubes (leia-se FC Porto) um ou dois milhões que, entretanto, já teriam sido gastos em nos salários dos mesmos. Pergunto-me o seguinte: no Sporting os jogadores jogam de graça? Caso a resposta seja positiva, até nem me espanto muito, parece-me justo que quem não ganha competição nenhuma também não receba dinheiro nenhum. Mas todos nos sabemos que os jogadores do Sporting têm salários e muitos deles bem altos. O Miguel Lopes que o diga...

Além de idiota é ainda hipócrita. Digo isto porque Bruno de Carvalho se mostra agora contra os fundos de investimento porque "não sabemos de onde vem o dinheiro", mas enquanto candidato à presidência do clube de Alvalade prometeu um investimento de €50 milhões que, por ironia do destino, chegariam através de um fundo russo. Com esta promessa acabou por ser eleito como presidente do Sporting, mas o dinheiro dos russos nunca chegou a aparecer.

Voltando aos negócios com os fundos, acha o individuo em questão que "foi só perder dinheiro" e que "é uma questão de matemática". Vamos a isso então:

- A 15 de Julho de 2009 o FC Porto anuncia a compra de 60% do passe do Falcao por €3,93 milhões. A 18 de Agosto de 2011 anuncia a venda do jogador por €40 milhões que, eventualmente, poderia chegar aos 47. 60% de 40 são 24, o que significa que o Falcao, além de títulos, rendeu ao clube cerca de €20 milhões. (Fonte: CMVM)

- A 16 de Agosto de 2011 o FC Porto contrata Mangala por €6,5 milhões. A 27 de Dezembro do mesmo ano vende por €2,65 milhões 33,33% e atribui 10% de uma futura transferência a uma outra entidade, ficando assim com apenas 56,67% dos direitos económicos do francês. A 11 de Agosto de 2014, esses mesmo 56,67% rendem ao clube €30,5 milhões. Contas feitas, o FC Porto lucrou €26,65 milhões. (Fonte: CMVM)

Claro que a estes valores faltará deduzir os prémios de assinatura, os valores de intermediação dos negócios e os salários que ambos auferiam. No sentido inverso, também não sabemos que parte dos €7 milhões em variáveis da transferência de Falcao recebeu o FC Porto. No entanto, os valores finas serão bem superiores ao lucro de um ou dois milhões mencionado pelo invejoso da segunda circular.

30 de setembro de 2014

Empate moralizador


Mesmo depois de dois empates consecutivos, a divisão de pontos não seria, à partida, um resultado negativo para o FC Porto, que jogava em casa de um dos concorrentes directos depois da vitória na jornada inaugural.

Depois do jogo, o empate sabe ainda melhor, mais do que seria de esperar mas, no entanto, não deixa de ficar um amargo de boca porque o FC Porto foi, a todos os níveis, superior ao Shakhtar na Arena de Lviv. Empatar um jogo depois de sofrer o 2-0 aos 85' é tremendo. A equipa revelou um enorme carácter e determinação pela forma como nunca desistiu de lutar pelo golo e, pelo menos, pelo empate. À PORTO!

Por outro lado, ficou a certeza de que poderíamos perfeitamente ter vencido este jogo, mas decidimos ligar o complicómetro. Primeiro, Brahimi, decidiu adicionar um capítulo à saga dos penaltys falhados. Depois, oferecemos de bandeja dois golos ao adversário que, principalmente na segunda parte, pouco ou nada fez para assustar Fabiano. Insistimos em sair a jogar desde a baliza, tudo bem, mas há que entender quando não há, simplesmente, condições para isso acontecer. Não sei até que ponto Lopetegui quer que a equipa resista ao pontapés para a frente, ou para fora, mas temos de ter atenção a este capítulo, pois todas as equipas - sem ajuda do Tactical Porto - já perceberam há muito como complicar esse momento de jogo aos azuis e brancos.

Não há golos sem erros, mas há erros evitáveis e temos cometido alguns nos últimos jogos que nos têm custado pontos. Hoje doeu menos porque fomos capazes de corrigir as coisas.

Bem Lopetegui a mexer na equipa. Jackson - já não há palavras - e Quintero entraram bem, Ádrian nem tanto, que rendeu um não tão inspirado Brahimi. Marcano fez uma excelente exibição - depois de Reyes em Alvaldade, parece que afinal não é assim tão complicado preencher aquela posição com eficácia - assim como Aboubakar: um portento físico e veloz que jogou um pouco desapoiado na primeira parte, mas mostrou excelentes indicadores.

Mais um empate, é certo, mas, sem dúvida, o mais saboroso deles todos pela forma como foi conseguido e primeiro lugar no grupo, enquanto os "coitadinhos" do BATE Borisov venceram o Bilbau. A vitória teria-nos ficado bem, mas quem comete erros como aqueles que nós cometemos dificilmente não é castigado.

29 de setembro de 2014

Portismo Moderno e Nojento

Venho por este meio prestar a minha solidariedade com o(s) autor(es) do blog, ou site, ou o que lhe quiserem chamar, que se viu enxovalhado publicamente, via facebook, por alguém que anuncia com pompa e circunstância ser, desde 2004, o Supporters Liaison Officer do FC Porto. Assim mesmo, em inglês e tudo para ter outro impacto.

Já não é a primeira vez que me dirijo a este tipo de portistas, já o fiz no passado (ler aqui e aqui) e faço-o hoje de novo. E não estou a falar dos bloggers, mas sim daqueles que, talvez por se acharem superiores aos outros por causa do tacho cargo que ocupam, se sentem no direito de decidir que é e quem não é um verdadeiro portista.

Pela primeira vez desde que ando pelo mundo da Internet me apercebo que um blog foi fechado directamente por pressões de alguém ligado ao clube. O blog Tactical Porto (tacticalporto.com) foi atacado directamente pelo Fernando Saul e por coincidência (chamemos-lhe assim) deixou de estar disponível pouco tempo depois. O texto da pessoa responsável pela ligação entre o FC Porto e os adeptos na integra:

«Onde isto irá parar....
A última novidade é uma tal de página chamada tactical porto de alguém que se diz portista e onde explica como o porto jogo as tácticas ofensivas e defensivas...
Um conselho ofereçam-se aos rivais já que a vossa função é desmontar o porto tacticamente e são tão bons que de certeza que lá terão lugar ...
A vergonha tem limites em vez de termos páginas de portistas contra os outros temos contra nós!!!!
Isto é que se chama o portismo moderno e nojento com o qual não me identifico.
Já que são tão bons em análise táctica analisem os pênaltis ,foras de jogo e expulsões perdoadas ao carnide, isso sim é ser por nós e pelo nosso porto!!!!»


Nem vou entrar pela via fácil de dizer que esperava que uma pessoa que ocupa um cargo desta importância soubesse escrever, prefiro concentrar-me na forma prepotente como este usou a audiência que foi ganhando no facebook pelo simples facto de berrar no Dragão para um microfone para calar um portista - que também representa perante a restante direcção do clube - porque expôs num blog algumas das evidentes debilidades tácticas do Porto de Lopetegui.

Se o blog era assim uma ameaça tão grande para o clube e uma arma para os adversários, suponho que estivesse totalmente certo. Assim sendo, penso que seria mais produtivo optar pela contratação do autor para que auxiliasse a restante equipa técnica em vez de o acusar de ser um mau portista ou até mesmo um adeptos de outro clube.

Numa coisa concordo com o nosso "Liaison Officer", há algum tempo que anda no ar um portismo moderno e nojento que faz da opressão e da censura a maior arma.