2 de janeiro de 2016

#tudonossonadadeles

Se me pedissem para criar uma hashtag o mais ridícula possível para servir de mote para a época de uma equipa sem chama liderada por uma treinador e por uma SAD completamente à deriva, muito provavelmente não conseguiria chegar a algo tão ridículo quanto esta. Não sei quem a criou ou como isto chegou aos jogadores da equipa de futebol, mas o #tudonossonadadeles é agora o pão nosso de cada dia nas redes sociais. Atitude e engenho para fazer disso uma realidade? A maioria deles nem sabe o que essas palavras significam.

O clube foi tomado pela incompetência e, neste momento, apontar o dedo apenas ao treinador é bastante redutor. Não é que ver uma equipa sem qualquer evolução em dois anos não me incomode, porque incomoda e muito - por mim o Lopetegui saía imediatamente -, mas pior que isso é ver quem tem de tomar decisões escudar-se por trás da desculpa que nunca o FC Porto foi campeão mudando de treinador a meio de uma época. Será que ninguém se pergunta se as trocas no passado foram feitas em tempo útil?

Falta tudo a esta equipa, desde a indispensável vontade de ganhar até ao ser uma equipa propriamente dita. O FC Porto vive das individualidades e só não vê isso quem não vê os jogos. É difícil culpar este ou aquele jogador porque quando o plano está todo errado é bastante complicado executá-lo. No entanto, é inadmissível a falta de garra - ou até a arrogância - que se viu em alguns jogos. Cabe à SAD arranjar um treinador que saiba motivar e disciplinar um grupo de trabalho, mas também contratar jogadores que estejam dispostos a isso. Se têm o rabo preso num qualquer grupo de empresários ou nos famosos fundos, chegou a hora de saírem de cena e deixarem tomar conta do clube alguém com liberdade para fazer o necessário para o colocar de novo na rota do sucesso.